Igualdade de gêneros no mercado de Realidade Virtual.

Igualdade de gêneros no mercado de Realidade Virtual.

O tema de igualdade de gênero vem avançando muito no Brasil e no mundo. É crescente na sociedade brasileira, a consolidação e o reconhecimento do papel da mulher dentro das famílias, no mercado de trabalho e na sociedade.

Essa igualdade de tratamento de mulheres e homens é um dos fatores básicos que constituem economias fortes, sociedades mais estáveis, justas e com melhor qualidade de vida para todos os cidadãos. Além disso, os direitos iguais também funcionam como catalisador para o desenvolvimento de organizações em diversos âmbitos.

No mercado de tecnologia, cujo perfil é predominantemente masculino, a demanda por profissionais qualificados não garante as mesmas oportunidades para homens e mulheres.

Com a Realidade Virtual não é diferente, apesar do atual desequilíbrio de gêneros, algumas empresas como a HP, que tem como chefe global de VR uma mulher, serve de espelho incentivando outras grandes empresas do segmento a adotarem a mesma prática.

Ao colocar mulheres em cargos executivos as empresas tem a oportunidade de explorar um novo conjunto de experiências e tendem a ver as soluções para os problemas com um ponto de vista diferente, diz Jonna Popper diretora global VR da HP.

Uma orientação direcionada pode incentivar o público feminino a querer fazer parte da indústria de realidade virtual, bem como, garantir oportunidades e estabilização profissional nas empresas deste segmento.

Alguns cases no mercado VR elaborados totalmente por mulheres, ganharam destaque nos últimos tempos. A Vantage Point, por exemplo, oferece treinamento para o combate ao assédio sexual dentro do ambiente organizacional, projeto desenvolvido totalmente por mulheres. Enquanto outras como a Virtro, também composta por uma equipe feminina, criaram jogos com uma abordagem colorida, uma alternativa aos games de tiro em primeira pessoa que são sempre padronizados.

Com diferentes expectativas, a realidade virtual atinge nichos e cresce cada vez mais, com o objetivo de melhorar em até 20% a igualdade de gênero dentro das indústrias. Aos poucos, o mercado tecnológico caminha para que o quadro de profissionais do segmento seja equilibrado e proporcionalmente campanhas para incentivar a contratação de mulheres ficarão no passado.

E ai? O que acha que pode auxiliar o mercado a ser cada vez mais inclusivo?

Acompanhe nosso blog com novidades semanais sobre VR.

WhatsApp chat
Close Panel